Vigésimo ano do programa Dosvox, novas tecnologias e a pessoa com deficiência visual na era da internet.

 

                dosvoxO Dosvox é um leitor de tela desenvolvido pelo núcleo de comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), idealizado por José Antônio Borges, professor doutor da UFRJ, que esteve em Salvador no período de 14 a 17 do corrente mês, para celebrar os 20 anos da criação deste software, que facilita o acesso das pessoas com deficiência visual ao mercado de trabalho e a inclusão na era digital. Permite a compreensão das escritas pelos cegos e pessoas com baixa visão, pois ele lê em voz clara e compreensível tudo que é digitado e o que é necessário ser lido. Pode ser utilizado em sala de aula ou no ambiente de trabalho.

               De acordo com o relatório mundial sobre deficiência, produzido em parceria com a OMS (Organização Mundial da Saúde) e Banco Mundial, 20% das pessoas mais pobres do mundo, possuem alguma deficiência. Cerca de 80% ainda estão desempregadas na faixa etária ativa para o trabalho. No Brasil, 6.5 milhões da população possuem alguma deficiência visual, má formação em alguma região do olho ou grau de dificuldade para visualizar imagens, encarar os obstáculos e barreiras no ambiente virtual. (Senso IBGE 2010).

      Existem diversas tecnologias, programas de computação e recursos ópticos no mercado, mas de maneira fácil e totalmente gratuita como o Dosvox vem servindo aos usuários, não existe. Serve para iniciantes, sendo a caneta digital para que o professor possa trabalhar os assuntos e avaliar o aluno dentro da sala de aula de forma inclusiva e acessível. No início, tínhamos na universidade um aluno e diante da dificuldade do professor em entender o que ele escrevia em braile e a angustia daquele aluno para que o professor pudesse ler as suas respostas, nos fez criar o edivox. Nunca imaginei que aquele programinha iria ganhar atenção e servir para pessoas com deficiência visual, o que estimulou toda essa história. Estamos lançando a versão 6.0 que dará acesso à matemática, facilitando ao aluno ingressar em cursos de exatas de nível superior, cursos de graduação e o mercado de trabalho. Tudo isso de forma gratuita e para servir a uma maioria que ainda não dispõe de recursos financeiros para aquisição de tecnologias caras.  – Exclamou Borges.

             Iniciei com os estudos do Dosvox, tive meu primeiro emprego na telecomunicação com os pages, em empresa parceira do Dosvox, me graduei em jornalismo e hoje estou no mercado de trabalho sendo servidora pública. Por meio deste programa, eu reencontrei amigos e colegas por meio virtual, no papo vox e já participei de vários encontros em minha cidade e fora dela – Ressaltou a servidora do MPE do Rio de Janeiro, e deficiente visual, Aline Moraes.

           Entre as novidades da versão 6.0, o acesso às nuvens de armazenamento, designer inovador e de acordo com o padrão de qualidade desenvolvido por Antônio Borges e parceiros, com sintetizadores de voz cada vez mais modernos e variados e evolução tecnológica já presente em Portugal, México e outros países que já contam com o software brasileiro, implementado por Borges, que chega aos 20 anos de existência do recurso, conquistando veteranos e novos internautas com deficiência visual. A nova versão estará disponibilizada no próximo mês, através do site da UFRJ e Instituto Benjamim Constam.

Saiba mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s