A carta que não li!

O blog “Novo Olhar” traz as dificuldades de quem precisa ler uma carta ou encaminhá-la através da transcrição braille da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Pagar as contas, receber faturas em braille é um dos serviços que poderia beneficiar milhões de brasileiros com baixa visão e 500 mil cegos em todo o país. Mas de portas fechadas, o sistema de transcrição braille dos Correios se tornou barreira na vida de cidadãos que usam a transcrição para se comunicar ou encaminhar correspondência mundo afora.

Em Aracaju, a radialista Caroline Guimarães, está prestes a pleitear um tratamento fora do país e enfrenta as dificuldades para esclarecer dúvidas do tratamento e receber as contas transcritas para o braille.

“Temos que recorrer ao whatsapp, e-mail, mas e as contas que chegam?”, questiona. Mas os problemas não param por aí. “Passamos por constrangimentos e quem não tem acesso a tecnologia enfrenta estas dificuldades”, explicou Carol em entrevista a repórter, Denise Gomes, da TV Sergipe.

http://g1.globo.com/se/sergipe/setv-1edicao/videos/t/edicoes/v/central-de-braille-dos-correios-esta-sem-servico/5445030/

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s