Trajetória de jornalista com baixa visão, Jéssica Vieira demonstra os desafios para chegar ao mercado de trabalho!

 

JéssicaEntre o ver e não ver, Jéssica Vieira dribla barreiras e encara novos desafios na carreira de jornalista. Sergipana acometida por baixa visão com resíduo visual de 20%, ela não deixou os obstáculos barrarem a carreira de jornalista. Servidora pública atua na Assessoria de comunicação da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

A concorrência e a ausência de cotas não foi motivo para que ela desistisse, iniciou a batalha de concurseira, teve desafios e barreiras, mas virou a página e foi aprovada no concurso para o Governo de Sergipe, onde foi impedida de assumir a vaga. Superou o episódio sendo aprovada na Universidade Federal de Sergipe.

Aproximando livros aos olhos, ela nunca escondeu a paixão por jornalismo, leituras e crônicas que são mantidas no blog “Deixe-me Contar” (www.deixemecontar.com), de sua autoria em que edita, posta textos, tira fotos e demonstra com novo olhar que não há limites para sua bagagem, dos tempos de estágios em portais e jornais sergipanos até os atuais tempos de sua jornada.

Graduada há 10 anos, mestre em Letras há cinco. Está prestes a retornar para Argentina, destino em que concluiu a especialização iniciada na UFS e passando também pela Espanha. “Deficiência nunca é sinal de incapacidade, as pessoas têm que saber que há limites, mas estas pessoas são capazes se estimuladas dentro de seu potencial”, explica a jornalista.

A visão embaçada faz do olhar de Jéssica Vieira, 33 anos, um olhar diferente em uma maneira particular de encarar a vida. Para o futuro, Jéssica participará do seu primeiro seminário fora do país, apresentando o resultado de sua dissertação sobre a personagem dos quadrinhos, Mafalda, elevando assim, o jornalismo brasileiro e sergipano.

Segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2010, as pessoas com baixa visão somam um público de seis milhões de pessoas no Brasil. Estas pessoas passam despercebidas e em muitas ocasiões são vistas de forma duvidosa, por sua particularidade entre o enxergar ou não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s