Psicóloga orienta familiares sobre prevenção do Corona Vírus

O blog e canal Com Novo Olhar recorreu aos especialistas de plantão, no sentido de alertar familiares e pessoas com transtornos globais. Especialista em psicodrama e mestra em psicologia clínica (PUC/SP), Camila Moura traz as seguintes recomend

Pessoas que sofrem de ansiedade, hipocondria e transtorno obsessivo compulsivo( como manias de limpeza, ou rituais de comportamentos específicos) podem ter suas crenças ( de fragilidade, de que o pior vai acontecer, de que tudo vai dar errado e está ameaçado) ainda mais reforçadas diante da situação de pandemia atual. Estas pessoas podem ter um grande nível de sofrimento psicológico e a consequência é isso atrapalha-la a seguir recomendações e/ou viver um terror tão tamanho que até abaixe sua imunidade e estratégias de enfrentamento da doença. Diria que quem sofre destes transtornos também merece cuidados especiais.Abaixo, algumas dicas:
1- Se você é próximo a uma pessoa assim, evite que ela assista noticiários continuadamente ( por horas e horas seguidas), passando para ela as recomendações e cuidados necessários divulgadas pelos meios de comunicação.
2- Busque lembrar a essa pessoa que isto é uma fase, que aos poucos as coisas irão mudar e medidas estão sendo tomadas.
3- Se você tem algum destes transtornos, cuide de sua saúde mental mais ainda. Busque orientação de um profissional de saúde mental, faça uma terapia (pode optar que seja online,).
4- As nossas emoções podem interferir em nosso corpo. Pessoas hipocondríacas, devido a grande preocupação com o estado de saúde, podem acabar sentindo sintomas mesmo sem ter a doença. Antes de sair correndo para hospitais, reflita: em se tratando de mim, será que isso não é algo mais a ver com minha hipocondria do que com de fato estar doente? Converse com você mesmo, esse é um momento também de autoconhecimento! Peça ajuda a pessoas próximas para te ajudarem a diferenciar.
5- Busque evidências positivas que indiquem que você está protegido: estar tomado cuidados necessários.
6- Lembre-se que existem pessoas se recuperando com os devidos cuidados, há esperanças sempre! Ou seja, converse com os seus piores pensamentos e não deixe que eles te dominem. Seus pensamentos irão determinar suas ações!
Com carinho,
Camila.

ansiedade #ansiedadeecorona #coronaehipocondria #hipocondria #pandemiaehipocondria #tocecorona #coronaetoc #toc #pandemiadicaspsi #dicaspsipandemia

View this post on Instagram

Pessoas que sofrem de ansiedade, hipocondria e transtorno obsessivo compulsivo( como manias de limpeza, ou rituais de comportamentos específicos) podem ter suas crenças ( de fragilidade, de que o pior vai acontecer, de que tudo vai dar errado e está ameaçado) ainda mais reforçadas diante da situação de pandemia atual. Estas pessoas podem ter um grande nível de sofrimento psicológico e a consequência é isso atrapalha-la a seguir recomendações e/ou viver um terror tão tamanho que até abaixe sua imunidade e estratégias de enfrentamento da doença. Diria que quem sofre destes transtornos também merece cuidados especiais.Abaixo, algumas dicas: 1- Se você é próximo a uma pessoa assim, evite que ela assista noticiários continuadamente ( por horas e horas seguidas), passando para ela as recomendações e cuidados necessários divulgadas pelos meios de comunicação. 2- Busque lembrar a essa pessoa que isto é uma fase, que aos poucos as coisas irão mudar e medidas estão sendo tomadas. 3- Se você tem algum destes transtornos, cuide de sua saúde mental mais ainda. Busque orientação de um profissional de saúde mental, faça uma terapia (pode optar que seja online,). 4- As nossas emoções podem interferir em nosso corpo. Pessoas hipocondríacas, devido a grande preocupação com o estado de saúde, podem acabar sentindo sintomas mesmo sem ter a doença. Antes de sair correndo para hospitais, reflita: em se tratando de mim, será que isso não é algo mais a ver com minha hipocondria do que com de fato estar doente? Converse com você mesmo, esse é um momento também de autoconhecimento! Peça ajuda a pessoas próximas para te ajudarem a diferenciar. 5- Busque evidências positivas que indiquem que você está protegido: estar tomado cuidados necessários. 6- Lembre-se que existem pessoas se recuperando com os devidos cuidados, há esperanças sempre! Ou seja, converse com os seus piores pensamentos e não deixe que eles te dominem. Seus pensamentos irão determinar suas ações! Com carinho, Camila. #ansiedade #ansiedadeecorona #coronaehipocondria #hipocondria #pandemiaehipocondria #tocecorona #coronaetoc #toc #pandemiadicaspsi #dicaspsipandemia

A post shared by Camila D'Avila Moura (@camilamoura.psi) on

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s